ALL4ALL: Ecossistema Digital Solidário para a Inclusão Social

O projeto ALL4ALL desenvolve modelos tecnológicos, de serviço e de negócios relacionados ao âmbito do suporte aos segmentos mais frágeis da população, com referência especial aos idosos e às pessoas com deficiência, sob o perfil da inclusão social.

O problema da inclusão social dos mais frágeis, caracterizados por uma grande vulnerabilidade e uma elevada exposição ao risco de marginalização, é tema tratado há muito tempo pelos  “policy maker” de todos os países com alta industrialização e concentração urbana, e adquire granderelevância em tais nações, como a Itália, onde a pirâmide demográfica se dilata de forma considerável no topo (população acima de 65 anos).

O atual sistema de welfare orientado no sentido de tomar conta de forma “passiva” das camadas frágeis da população gera custos inevitáveis e dificilmente suportáveis a longo prazo, em um cenário que prevê uma "explosão" potencial das demandas por assistência socioassistenciais e um envelhecimento progressivo da população.

Nesse contexto, ALL4ALL põe-se como um projeto de inovação social, com a ambição de identificar a demanda real por serviços que surgem no território, unindo aspectos ligados àInternet das Coisas, à open innovation, à social inclusion e ao envolvimento da comunidade local através de uma gestão bottom-up das ideias para novos serviços e o uso de técnicas de ludificação.

ALL4ALL desenvolve uma plataforma para a prestação de serviços sociosassistenciais em favor dos sujeitos sob risco de marginalização, testata no território do Piemonte, em um caso piloto, segundo o paradigma do Living Lab.

Envolvendo-se ativamente no território e responsabilizando-se por usuários reais, ALL4ALL valida um modelo inovador de gestão da assistência social e da saúde, capaz de relacionar as necessidades por cuidados e pela assistência social "em sentido estrito" e as necessidades de inclusão social. O modelo proposto se caracteriza, além disso, por uma abordagem do tipobottom-upna definição e prestação de serviços, em que os usuários finais, suas famílias, amigos, cuidadores (caregivers) e a inteira comunidade viram parte ativa de um ecossistema solidário e sustentável.

Os princiapais serviços/componentes são:

  • Social Video Network, com o fim de entrar em contato com os cuidadorese os operadores do sistema de saúde, para administrar, mesmo de longe, programas de apoio, monitorar à distância parâmetros vitais, reduzir as distâncias criando comunidades de "amigos", também através de programas de entretenimento, em que os próprios usuários fornecem os conteúdos dos programas.
  • Componente de monitoramento dos parâmetros do usuário, para administrar e monitorar à distância os parâmetros vitais dos pacientes (saturação, pressão, escala de dor, etc.), através de sensores médicos sem fio compatíveis com um dispositivo do usuário user-friendly (tablet).
  • Idea Management System (IMS), para recolher e estimular as ideias provenientes dos vários atores envolvidos na cadeia socioassistencial. As ideias servirão para perceber as necessidades dos usuários e, portanto, identificar/definir os novos serviços que poderão se tornar disponíveis através da plataforma. Serão os próprios usuários a definir os serviços que gostariam que fossem ativados, ao passo que os sujeitos terceiros terão à disposição uma base de onde partir para identificar os possíveis serviços a serem implementados.
  • Plataforma de ludificação (gaming), para habilitar na comunidade local mecanismos de jogo, que através do espírito de competitividade e premiação, possam envolver a comunidade local em desafios sociais, com o objetivo final de ajudar as camadas frágeis.
  • Integração com a plataforma de coleta de dados SmartDataNet, para administrar dados de tipo privado da plataforma ALL4ALL e para recolher e publicar dataset em modalidade “open”.

Um papel fundamental é o desempenhado pelo Centro de Serviços ALL4ALL, que tem como objetivo facilitar a participação ativa de todas as partes interessadas e cuidar dos usuários finais a 360 graus, através de serviços de assistência e monitoramento baseados em um contato frequente e programado com os usuários e através da atividade de animação e envolvimento da comunidade.

Os resultados do projeto são testados em um projeto-piloto concentrado nas cidades de Ivrea e Chivasso, de tamanhos limitados no espaço, no tempo e no número de usuários finais, para alcançar objetivos concretos e que podem ser medidos nessa pequena dimensão, pensando em como podem variar de acordo com as escalas e à sustentabilidade em todos os seus aspectos (econômico, tecnológico, social).

all4all.eng.it