A nova visão rumo a evolução de novas plataformas de serviços em apoio da Transformação Digital

Engineering D.HUB, a nova plataforma dos serviços digitais de Engineering oferece soluções inovadoras como cloud, automação robotizada dos processos, service desk de nova geração com chatbot e agentes digitais, soluções IoT, reconhecimento biométrico, soluções em modalidade “as a service” para a aplicações verticais proprietárias, de clientes e parceiros, sustentando a inovação que revoluciona os processos da empresa e suporta novos modelos de business digitais.

A empresa, ponto de referência para os serviços de outsourcing e de IT facility,  graças à combinação entre competência, experiência e elevados padrões tecnológicos, oferece aos clientes a garantia de gestão do IT de “Modo 1”, suportando em paralelo a evolução do IT de “Modo 2”  com uma metodologia não intrusiva e acompanhando visão e capacidade de execução.

Engineering D.HUB têm mais de 800 profissionais e atua através de um network integrado de 4 Data Center deslocados em Pont-Saint-Martin, Turim, Milão e Vicenza com um sistema de serviços e uma infraestrutura que garantem os melhores padões tecnolõgicos, qualitativos e de segurançca aos mais de 330 clientes em âmbito nacional e internacional.

Na rede integrada de data center estão certificados serviços de Information Technology de alto valor agregado, serviços de outsourcing e serviços inovadores, segundo o modelo Cloud Computing, enquanto o perímetro total dos serviços oferecidos a um conjunto de mais de 350 clientes inclui a gestão de mais de 21.000 servidores, os serviços de desktop management para mais de 230.000 vagas de trabalho, uma rede de 18.000 sistemas de rede, um espaço em disco de mais de 4 milhões de Giga-Byte, mais de 400 instâncias SAP, dois milhão de ticket por ano (pedidos de serviço provenientes dos usuários) e mais de 1.200 linhas de Wide Area Network.

Mais especificamente, o data center de Point-Saint-Martin utiliza para o sistema de resfriamento uma instalação geotérmica de última geração que aproveita a água a 13 graus dos lençóis subterrâneos. Um sistema que permite uma economia de 20% da energia elétrica e um aumento da capacidade de refrigeração. O projeto permitiu obter o Power Usage Effectiveness inferior a 1,5 e, portanto, um padrão internacional válido para a medida da eficiência energética.