Gestão da receita para o Município de Bolonha

Um novo modelo organizativo e operativo, inovação tecnológica e serviços online para os cidadãos e as empresas.

A resposta do Município de Bolonha e de Engineering às novas exigências na gestão e nos tributos locais nas linhas guia do projeto: equidade fiscal, transparência, eficiência e luta contra a sonegação.

Bolonha foi entre os primeiros Municípios italianos a externalizar a cobrança direta ordinária e coerciva das principais receitas municipais (ICI-IMU e TARSU-TARES) em todas as fases do processo, desde a determinação das quantias a serem cobradas à emissão e notificação dos atos, até as atividades cautelares e executivas em caso de morosidade. Inclusive as atividades de balcão e de contact center são terceirizadas. Um serviço a 360 graus – tecnologias, serviços e competências – confiados a Engineering Tributi, a sociedade do Grupo especializada nas soluções para a fiscalidade local com mais de 700 Municípios clientes.

A tecnologia tem um papel central no novo serviço de gestão, principalmente as soluções prepostas à qualidade dos bancos de dados tributários, em termos de integridade, coerência e atualização dos dados, bem como as ferramentas de business intelligence para a monitorização da receita e das atividades operativa ligadas, capazes de fornecer cenários e simulações indispensáveis para os processos de governo de um tema que já se tornou prioritário para a ação das Entidades Locais Territoriais.

Outro momento de evolução do serviço é representado pela oferta de ferramentas informativas e operativas on line, que de um lado simplificam o relacionamento entre Administração e contribuintes, e do outro diminuem os custos de gestão do serviço.

Um novo modelo organizativo com novas tecnologias, que permitiram ao Município de Bolonha de focar a própria ação e as competências internas em atividades mais estratégicas para a gestão dos tributos locais, como a programação, a coordenação e o controle.